terça-feira, 18 de maio de 2010

Asas pra voar com a Educação.

Se eu fosse um bicho eu queria ser uma ave pra poder voar, estar em vários lugares e conhecer várias culturas. Mas, como eu sou gente e não tem esse poder de voar, eu fico aqui a ler e imaginar, locais, sabores, sentimentos.
Quando a gente lê, podemos imaginar como seria.
Ler é se permitir voltar ao passado, reviver a História, viajar no tempo e no conhecimento.
E quanto mais o tempo passa eu percebo que quase não li e tenho que saber sobre outros assuntos, que desconheço, de grande importância.
Mas, falando precisamente sobre Educação, hoje encontrei um lindo poema de Rubem Alves, em relação a ter asas e voar.
Pra pensar:




"Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado."



Nenhum comentário:

Postar um comentário